Um gargalo a menos

Este slideshow necessita de JavaScript.

O portão aberto e parte da cerca retirada na chácara na primeira metade da rua Otaviano Félix, bem próxima à barragem do Lago Igapó, deixa ver o movimento das máquinas trabalhando no que será a extensão da avenida Waldemar Spranger e sua ligação com as ruas Bélgica e Albânia. A obra permitirá desafogar um dos principais gargalos no trânsito de Londrina, que é a rotatória da barragem do Igapó.

A promessa da Secretaria de Obras é de conclusão dentro de sete meses.

Londrina conta com vários outros pontos críticos, uma consequência direta da falta de planejamento urbano desde quando a Companhia de Terras Norte do Paraná fez um primeiro desenho do perímetro urbano. A cidade cresceu muito mais do que qualquer previsão dos seus fundadores e, ao longo das últimas décadas, não conseguiu costurar os muitos trechos desencontrados da malha urbana.

O projeto Arco Leste, do qual faz parte a obra na Waldemar Spranger, é uma iniciativa importante, já que oferecerá uma ligação de grande fluidez entre áreas próximas geograficamente, mas separadas por fundos de vale e pelo Aeroporto José Richa. A previsão é de que uma avenida seja aberta no extremo leste da região, passando pelo fundo do aeroporto e ligando os bairros da região.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s